Três filmes para testar a fé, você crê em que?

Três filmes para a tua testar a tua fé

Filmes

Sei que esse assunto é polemico, mas acredito que a fé, consiste na crença em algo, concorda? Eu claro creio no Salvador. Mas Deus, nos deu a capacidade de escolher como viver… E hoje quis trazer aqui no blog três filmes que irão testar a tua fé, ou até de algum modo, melhorar teu pensamento em relação à vida.

À PROCURA DA FELICIDADE

Um filme de 2007, com duas horas de duração, e pura emoção patriarcal e uma série de desafios financeiros, pessoais e familiares. Bem atual, não acha? A vontade de ter sucesso através de um bom emprego, do personagem principal, vem da sobrevivência (motivo) do filho de cinco anos. Com toda a dificuldade da trama, Chris Garden não perde a esperança (fé).

À ESPERA DE UM MILAGRE

Aquele filme que tu acha que já sabe de tudo, e percebe que precisa aprender a ”ler” as pessoas, já é comum julgarmos o livro pela capa, e nesse filme de 2000 não é diferente, ele te ensina a perceber o quanto podemos ser sensíveis ao contrário do nosso tamanho ou aparência física. Mas onde anda a fé nesse filme? No comportamento de cada personagem, Nos carcereiros, nos presos, principalmente em Coffey, porque sabe o que realmente aconteceu na trama em que é envolvido. Chorei a primeira vez que vi.

QUARTO DE GUERRA

Quer saber como funciona o poder da oração? Assista. Tens desafio no casamento? Assista. Dificuldade financeira? Assista. Parece propaganda de qualquer produto, mas a realidade é que esse filme é espetacular, a sensibilidade com a qual os assuntos são abordados e como que a fé é colocada a prova, te deixa realmente pensando: ”Preciso de um quarto desses!” Além de filme encontra em formato de livro também. O filme de 2015, foi um sucesso nos Estados Unidos, onde chegou ao segundo lugar de bilheteria na semana de lançamento.

 

6 comentários sobre “Três filmes para testar a fé, você crê em que?

  1. Marcos paulo blog disse:

    Verdade seja dita: À Procura da Felicidade é um grande dramalhão e não tem medo de se assumir como tal. Também, pudera: além de ser baseado numa história triste, repleta de clichês envolvendo a superação de um homem em nome da família, é dirigido pelo italiano Gabriele Muccino (O Último Beijo). Culturalmente, italianos sabem trabalhar melhor um drama pesado do que os americanos. Talvez por isso, Muccino foi escalado pelo próprio Smith para a condução desta trama. Além disso, Will Smith mostra uma excelente atuação. Ironicamente, ele mesmo é um ator que se superou e mostrou também saber interpretar, além de ser comediante e rapper.

    Mais do que a dificuldade financeira do protagonista, À Procura da Felicidade foca seu relacionamento com o filho pequeno e seu desejo de ser uma forte figura paterna para o menino. Mais do que respeito, Chris quer que a criança sinta orgulho dele, não importando as adversidades que a vida lhes impõe. Para ele, conseguir um emprego como corretor de ações está relacionado à procura da felicidade do título, ao lado de seu filho, do que à ascensão social e financeira. Afinal, este era o emprego dos sonhos de qualquer jovem yuppie norte-americano nos anos 80 e 90.

    Além do carisma de Smith, também é importante reforçar a importância da escalação de seu filho para interpretar este personagem. A química entre pai e filho é levada à tela naturalmente, ponto essencial para a construção da dinâmica entre os dois personagens, que alterna momentos tensos e leves, típicos nesse tipo de relação. Apesar da conclusão do roteiro ser óbvia, a trama é envolvente o suficiente para fazer com que o espectador se emocione.

  2. Sônia disse:

    Tbm assisti “quarto de guerra” super recomendo!!! Na vdd eu deveria assistir toda semana …tipo aquele livro que tem que estar na cabeceira pra vc ler e relemvrar como deve agir…assim é esse filme ora mim…tudo a ver…gostei muito!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *